P.O. BOX 116 / CP 2874 - 908
MONTIJO - PORTUGAL

Entrada
Origem - História
Percurso da CB
Certificado de Registo
Rádios homologados
Material Disponivel

Dicas sobre :

Rádios
Serviço Rádio CB
Antenas
Fontes de alimentação
Cabo coaxial
Considerações finais

Abreviaturas Cebeístas
Códigos "Q" "RST" e "N.º"
Códigos "10"

Guia Prático :

Características Emissores-Receptores CB
Potência de emissão
Tipos de modulação
Instrumentos de regulação
Os acessórios
Como instalar um rádio CB em móvel

Canais e Frequências
Canais gerais
Biografia do Operador
Linguagem da CB - Termos

Esquemas :

Acoplador de antena
Micro com ganho
Roger beep
Antena > Quadra cúbica
Antena > Passo em frente

Canais Específicos
Legislação DL 47/2000
Legislação GERAL

Normas sobre DX :

Nota breve
Cartilha DX´ista
Software para saber propagação
Alfabeto fonético
Código Morse
Cuidados indispensáveis
QSL´s

Avarias mais comuns
O Tráfego CB - Cartilha
A História de uma QSL
Oração do Cebeísta
Publicações úteis - I
Publicações úteis - II

Contacto

Click for Montijo, Portugal Forecast
CIDADE - MONTIJO
 
A HISTÓRIA DE UMA QSL



A QSL da Estação GAVIÃO atinge todo o seu significado quando acompanhada do poema que melhor do que quaisquer outras palavras explica a origem do nome da estação.



" GAVIÃO "

Homenagem sentida a uma ave que criei,
E que da família falcoídia provinha.
Foi lá longe na ÁFRICA que a encontrei,
Passando a ser uma companheira minha.

*****

Ave recém-nascida, abandonada no capim,
Aguardava um predador, prestes à morte.
Apanhando-a, viveu dois anos junto a mim,
E por lá ficou, vivendo agora mais forte.

*****

Ensinei-a a comer, a beber e a voar,
Tudo o que aprendeu fui eu que lhe ensinei.
Que quando tivemos de nos separar,
Olhos nos olhos... e eu então chorei.

*****

(*) CAMACHILO, marco 40, fronteira que tememos,
Onde a dor e a saudade vêm sem dó.
Foi ali que eu e o GAVIÃO vivemos,
Fazendo-me feliz e a sentir menos só.

*****

Hoje recordo o dia em que abalava,
Quando estava já dentro do avião.
Vi uma ave que voando me fixava,
Era a despedida dele, do GAVIÃO.

*****

GAVIÃO de raça, seu nome era GAVIÃO,
Que em terras de ÁFRICA nasceu e ficou.
GAVIÃO de raça, seu nome era GAVIÃO,
Lembrado numa saudade que nunca tombou.



(*) Camachilo | Leste de Angola, 72/74