P.O. BOX 116 / CP 2874 - 908
MONTIJO - PORTUGAL

Entrada
Origem - História
Percurso da CB
Certificado de Registo
Rádios homologados
Material Disponivel

Dicas sobre :

Rádios
Serviço Rádio CB
Antenas
Fontes de alimentação
Cabo coaxial
Considerações finais

Abreviaturas Cebeístas
Códigos "Q" "RST" e "N.º"
Códigos "10"

Guia Prático :

Características Emissores-Receptores CB
Potência de emissão
Tipos de modulação
Instrumentos de regulação
Os acessórios
Como instalar um rádio CB em móvel

Canais e Frequências
Canais gerais
Biografia do Operador
Linguagem da CB - Termos

Esquemas :

Acoplador de antena
Micro com ganho
Roger beep
Antena > Quadra cúbica
Antena > Passo em frente

Canais Específicos
Legislação DL 47/2000
Legislação GERAL

Normas sobre DX :

Nota breve
Cartilha DX´ista
Software para saber propagação
Alfabeto fonético
Código Morse
Cuidados indispensáveis
QSL´s

Avarias mais comuns
O Tráfego CB - Cartilha
A História de uma QSL
Oração do Cebeísta
Publicações úteis - I
Publicações úteis - II

Contacto

Click for Montijo, Portugal Forecast
CIDADE - MONTIJO
 
GUIA PRÁTICO

Tipos de modulação :

A forma como como o sinal HP ( onda portadora ) é modulado pelo sinal LF ( voz ) pode ser conseguida de três maneiras diferentes. Em CB, são empregues três tipos de modulação:

- A Modulação de Frequência ( FM );

- A Modelação de Amplitude ( AM );

- A Modelação em Banda Lateral Única ( BLU ou, em inglês SSB ).

Em função do tipo de modulação utilizado, o alcance de uma estação e a qualidade de recepção podem variar consideravelmente.

  • Em CB, a vocação da AM refere-se portanto principalmente aos contactos " locais " ( 2 a 30 Km aprox. ). O inconveniente da Modelação de Amplitude é antes de mais a grandeza da largura de banda ( cerca de 5 kHz ) necessária para uma boa recepção. Além disso, é susceptível de interferir facilmente nos televisores, e demonstrar ser muito sensível a parasitas.

  • O segundo tipo de modelação em CB é a SSB ( Banda Lateral Única ). Trata-se de uma modelação derivada da AM mas de melhor qualidade, cujos primeiros utilizadores foram os radioamadores. A SSB consiste em só utilizar uma das duas bandas laterais simultâneas da portadora modelada, o que permite tolerar sem qualquer perturbações duas conversações paralelas na mesma frequência: uma na Banda Lateral Inferior ( LSB : lower side band ) e outra na Banda Lateral Superior ( USB : upper side band ).

  • Em SSB, o número de canais disponíveis é assim duplicado.

  • Além disso, esta modelação permite canalizar e concentrar a totalidade da potência de emissão numa única banda lateral; o sinal é então mais " denso " e não se observa qualquer desperdício de energia, contrariamente ao que acontece em AM.

  • Assim, um emissor concebido para 4 W em AM fornecerá aproximadamente 12 W em SSB. Por outro lado, esta modelação consiste igualmente em só fornecer um sinal de HP se está em presença de um sinal LF. Para que este seja completamente simplificado, é necessário que um oscilador crie na recepção em sinal HF com uma frequência rigorosamente igual.

  • Este deverá ser ajustado utilizando um " clarifier " manual ( cujo comando está situado no aparelho ), que permite fixar o oscilador na frequência apropriada. Esta operação constitui aliás um pequeno inconveniente pois a sintonia nem sempre é fácil de realizar; convém portanto manejar o " clarifier " gradualmente a fim de receber da melhor maneira o correspondente ( que terá sempre, em SSB, uma voz um pouco anasalada ).

  • Esta calibração tornará um tanto acrobática as conversações a mais de duas pessoas pois, para cada estação captada, deverá ser efectuada de novo. Finalmente , o último inconveniente da SSB é sem dúvida o seu preço : os emissortes-receptores dotados de USB-LSB são de facto muito mais caros do que os equipados apenas com AM devido aos componentes suplementares que lhe são necessários.

  • A Modelação de Frequência ( FM ) é o único tipo de modelação autorizado em certos países. A FM distingue-se pelo facto de o sinal LF fazer variar a frequência do sinal HF mantendo inalterada a amplitude deste. A variação de frequência da onda portadora determina o desvio de frequência, proporcional á amplitude do sinal LF que lhe é aplicado.

  • A FM é vantajosa na medida em que se revela bastante pouco sensível aos parasitas e que, no caso de vários emissores funcionarem simultaneamente em FM, ser apenas o sinal mais potente que é amplificado no receptor.

  • A FM produz por outro lado muito menos perturbações em televisores ( que não utilizam este tipo de modulação ). No entanto, a FM caracteriza-se ainda pelo seu fraco alcance.

  • Na prática, a sua utilização é de facto limitada ao tráfego em zona urbana, pois não é pouco provável qualquer contacto à distância. Finalmente, a presença de um ruído de fundo bastante forte na ausência de sinal torna bastante aborrecida a escuta permanente .